Dieta Vegana – Tudo Sobre o Veganismo →【Guia Completo!】

O Que é Dieta Vegana?

É preciso saber bem a diferença entre dieta vegana e dieta vegetariana, pois apesar de terem várias coisas em comum, são diferentes na forma de praticar. Antes de mais nada, temos que deixar claro que vegano não é um tipo de dieta para emagrecimento e sim o nome do movimento que é a favor dos animais.

Dessa forma os veganos são pessoas que não consomem NENHUM tipo de produto de origem animal e não só na alimentação, mas também no vestuário, cosméticos e produtos de beleza.

Trata-se de uma comunidade engajada na defesa dos animais e, por isso, abominam qualquer tipo de crueldade ou propriedade que possa ser feito com os seres “não humanos” como costumam chamar.

Assim, veganos não comem carne, mas também não bebem leite, nem podem consumir mel.

Não usam produtos de beleza ou limpeza que tenham sido testados em animais, como também não se vestem com produtos que sejam derivados deles (couro, lã, seda, camurça etc), preferindo os de origem vegetal (cânhamo, linho, algodão).

Os vegetarianos são pessoas que não comem carne, mas utilizam outros tipos de produtos derivados de animais, incluindo vestuário, adornos, etc. Assim, a forma de se alimentar dos veganos não inclui carne, leite, ovos (apesar de existirem os ovo-lacto-vegetarianos que são veganos que consomem laticínios e ovos), mel, banha, gordura animal, etc.

O termo vegano é uma diminuição do vocábulo vegetariano e, em inglês, é conhecido apenas como vegan.

Para Que Serve?

Como não é um modo de alimentação destinado a nenhum resultado específico (não é uma forma de emagrecimento), o cardápio exclusivamente vegano tem algumas particularidades.

O veganismo é um estilo de vida que é levado a sério por milhares de pessoas no mundo que defendem os direitos dos animais não serem usados e maltratados. Justamente, a temática da defesa dos animais é que está conquistando adeptos em várias localidades, o que fez crescer o número de restaurantes e produtos veganos a venda nos supermercados.

Como Funciona?

Partindo do princípio que não se deve comer alimentos de origem animal, o cardápio vegano é todo constituído por frutas, legumes, verduras, raízes, ervas e temperos unicamente de origem vegetal. Aconselha-se procurar um nutricionista quando se decidir pela alimentação exclusivamente vegana para fazer uma readequação da sua alimentação e ter uma orientação mais correta para manter as vitaminas e minerais essenciais na sua alimentação diária.

Assim, não é indicado adotar um cardápio vegetariano sem conhecer bem as qualidades dos alimentos para poder fazer reposições e obter todos os minerais e vitaminas que o corpo necessita para funcionar bem.

Cardápio Completo

É recomendado que a mudança da alimentação normal para esse tipo de dieta seja feita gradualmente, já que a mudança na fonte de proteínas, vitaminas e minerais será exclusivamente através de vegetais. Outro ponto importante é saber que a alimentação vegana deve ser acompanhada a vida toda por suplementação adicional ao seu cardápio diário, já que muitos elementos essenciais ao organismo não estão em quantidade suficiente nos vegetais.

Assim, antes de pegar um cardápio qualquer e começar a seguir, é importante conhecer todos os elementos que implicam adotar um estilo vegano de ser e não apenas de se alimentar.

Tudo tem que ser feito com cuidado e aos poucos, para o organismo se adaptar e não sofrer com a mudança.

Veja abaixo algumas dicas de cardápio para café, almoço e jantar dentro dos moldes veganos.

Café 1: 1 banana amassada com 1 colher sobremesa de pasta de castanha de caju, ou de amendoim (sem adoçar) + 1 colher de café de canela + 1 torrada integral com 1 colher de sopa de abacate amassado com sal e limão.

Café 2: 3 bolachas pequenas de arroz integral + 1 colher de tahine + 1 banana média congelada + 1 colher sobremesa de cacau em pó.

Almoço 1: Salada de folhas mistas + 1 cenoura ralada + 2 colheres de sopa de palmito picado, temperada com limão e azeite de oliva. 2 colheres de sopa de purê de mandioquinha + 2 colheres de sopa de beterraba refogada polvilhada com salsinha picada.

Almoço 2: Salada de folhas com nozes tostadas (alface roxa, couve, tomates-cereja) temperada com azeite de oliva + vinagre de maçã e sal. 2 colheres de arroz integral + 4 colheres de sopa de lentilha + 3 colheres de sopa de cogumelos refogados + 3 rodelas de abobrinha grelhada.

Jantar 1: 1 tigela média de sopa de lentilha + 1 prato pequeno de berinjela e abobrinha grelhada (em rodelas) temperada com azeite, sal e orégano ou tomilho.

Jantar 2: Salada de folhas coloridas (rúcula, radiccio, alface) + cenoura ralada (2 colheres de sopa) + 2 colheres de sopa de grão de bico cozido. Tempero: azeite, sal e ervas.

Como Se Tornar Um Vegano

O veganismo é um estilo de vida que engloba a exclusão de uso de derivados de animais.

Assim, além de abandonar completamente o consumo de carnes, leite, ovos, mel e todos os derivados de produtos animais, incluindo artigos de uso pessoal, como roupas e acessórios feitos com fibras animais (lã, couro, seda) e não usar produtos que foram testados em animais.

Dentro da comunidade existem listas com fornecedores de produtos que não foram testados e/ou feitos a partir de animais, bem como a lista de empresas que ainda usam os testes em animais, assim os adeptos sabem o que podem ou não consumir/usar.

Receitas Veganas

Como a transição de onívoro (consumidor de carne e derivados animais) precisa ser muito lenta e progressiva, é importante contar com cardápios completos para não errar a mão na hora de se alimentar.

Dentro da proposta desse tipo de alimentação existem muitas possibilidades de alimentos, porém é preciso ficar atento aos sinais do seu corpo para que você se mantenha sempre nutrido, pois devido a exclusão de proteínas e gorduras animais que proporcionam os minerais, vitaminas e aminoácidos que nosso organismo precisa, seu corpo poderá sentir isso no médio/longo prazos.

Particularmente, eu respeito quem segue esse tipo de dieta, mas sinceramente eu não recomendo. Isso porque não existem estudos e evidências comprovando sua eficácia para o ser humano no médio e longo prazos. Se pegarmos toda a nossa história de centenas de milhares de anos, tivemos nossa evolução sempre através do consumo de carnes e gorduras, que possuem os nutrientes essenciais ao nosso corpo.

Se você se privar disso, poderá sofrer sérios problemas de saúde no médio e longo prazos. Se, mesmo assim, optar por seguir esse tipo de dieta, sugiro procurar um nutricionista/nutrólogo especialista em dieta vegana para te orientar.

Gostou? Compartilhe....

Sobre o autor | Website

Charles Silva é empresário, pesquisador de saúde, nutrição e biohacking. É o fundador do Emagrecer Para Sempre. Compartilha neste projeto as suas experiências práticas de como ter um corpo magro e saudável.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

4 Comentários

  1. ana disse:

    adoro todos estes alimentos , vou começar a mina dieta co certeza vou conseguir perder peso, bjo

  2. Cinthia disse:

    Nossa adorei a materia.Obrigada pelo conteudo fantastico e muito informativo muito obrigada!

    Vou compartilhar com os meu amigos!

    Obrigada

  3. Gabriela disse:

    Ola!
    Com qual base vocês informam que a carne de outros animais têm proteínas que não podemos encontrar nos vegetais? Que nosso corpo não pode ser saudável apenas se for alimentado por vegetais?
    Conhecem a indústria de carne? Oque causam no nosso organismo?
    Não é apenas a preocupação com os animais e deve ser também a preocupação com o ser humano!
    Absurdo falarem que a carne tem proteínas que não podemos encontrar nos vegetais!
    Os maiores animais e mais fortes não comem carne! Não precisamos e encontramos tudo nos vegetais sim!

    • Emagrecer Para Sempre disse:

      Olá Gabriela,

      Agradeço seu comentário e observação.
      Realmente essa questão ficou errada em nosso artigo. Já foi corrigido. 😉

      Bjs,
      Sabrina