Cinta Modeladora – Tipos e Benefícios →【Vale a Pena Mesmo?】

Ter o corpo dos sonhos é o desejo de muitas mulheres e, hoje em dia, nem sempre é possível enxugar as medidas de uma vez por todas e assim se opta por maneiras mais simples e práticas de chegar ao número de manequim desejado, mesmo que ele seja um tanto menor que o de uso normal.

Isso é possível fazendo uso de alguma cinta modeladora comum, que seja capaz de redefinir a silhueta de forma temporária e assim ajudar a pessoa a caber naquela peça de roupa que estava a algum tempo aposentada no guarda-roupas.

Você já chegou a imaginar se existisse uma tecnologia possível de realizar com a cinta modeladora uma espécie de tratamento muscular e corporal como um todo, para que a pessoa tanto melhore na questão de medidas temporariamente, quanto permanentemente?

Bem, hoje em dia isso é possível e pode se tornar uma realidade com seu uso, pois ela preenche as curvas de uma forma bem exclusiva, promove a formação de uma cintura mais fina e ainda amplia a impressão de aumento dos quadris, tudo isso de vez.

Tê-la em casa ajuda a lidar com a perca de peso e reestruturação dos músculos no corpo de uma forma melhor.

Uma vez que a pessoa perde peso, aquele excesso de pele e músculos que, mesmo estando no local indicado fisicamente falando, tinham suas ações interrompidas, vamos dizer assim, pelo excesso de gordura. Com a saída dela, restabelecer e ir para o local de fato adequado se torna um desafio, sendo por isso muito bom utilizá-la para definir bem o corpo sem muito sacrifício.

Seja para utilizar após alguma cirurgia, passando pelo processo de perca de peso ou ainda porque você deseja mesmo é entrar naquela roupa que você aposentou no fundo do guarda-roupa e que tanto gostava, só que hoje não lhe cabe mais.

Ela irá fazer toda a diferença na sua vida e te ajudar a aumentar a sua auto-estima por completo! Quer saber tudo sobre a Cinta Modeladora, como ela funciona, quais os tipos disponíveis, benefícios, se funciona mesmo e ainda onde adquirir a melhor do mercado? Vamos lá!

O Que é a Cinta Modeladora?

É um produto completo, promovendo uma ajuda na reestruturação de músculos e pele no corpo, repondo no local correto essas estruturas.

Para as mulheres a busca é bem alta devido os cuidados com a estética na região da barriga e ainda após períodos cirúrgicos, como o pós-parto, por exemplo, sendo de extrema utilidade e necessidade nesses momentos fazer a utilização de uma Cinta.

O ideal na hora de procurar a cinta certa é buscar alguma que tenha um tecido firme, mas que não machuque. Procure também alguma que você se sinta confortável em utilizar.

Algumas pessoas optam pelas cintas com bojo, outras gostam das lisas, sem nenhum tipo de protuberância, alguns gostam das que tem abotoamento completo, já outras buscam as que são menos abotoadas. Enfim, o ideal é pesquisar e dar uma olhada profunda em todos os modelos disponíveis para escolher aquele que você mais se identifica e se sentirá melhor utilizando antes de comprar.

Tipos de Cintas

Hoje em dia existem variados tipos de cintas que são utilizadas apenas para reestruturar o corpo ou ainda para alguns fins em específico.

Algumas são indicadas como algo necessário dependendo de qual seja o tipo de procedimento realizado e, geralmente, o próprio médico que acompanha já faz uma breve introdução sobre qual a cinta adequada, sendo indicada largamente após procedimentos estéticos na barriga e ainda após o parto, por exemplo.

Os principais tipos de cintas modeladoras são:

  • Cinta Abdominal: Um dos mais famosos tipos de cintas, sendo o modelo mais utilizado atualmente, trazendo uma estrutura que envolve a cintura e consegue promover uma compressão significativa na região abdominal. Ela ajuda a disfarça as gorduras indesejadas que estão localizadas nesta região, também servindo como melhoria da postura de quem a usa. Ela pode ser utilizada por baixo de qualquer peça de roupa.

  • Cinta Body: Esse tipo de cinta está sendo cada vez mais encontrado por aí, já que ela tem uma ação digamos que mais forte que a cinta abdominal, por ser uma peça maior, fazendo compressão em todo o corpo, modelando não somente a cintura, mas também o bumbum e os seios. Existe ainda a opção de cinta body com modelagem das pernas, reduzindo a medida das coxas. De forma geral ela valoriza o decote, sustenta os seios e corrige a postura. Algumas delas vem com uma abertura nas pernas para facilitar na hora de ir ao banheiro.

  • Cinta Camisete: Esse modelo também é bastante utilizado, mas exige atenção antes de sua utilização. Isso ocorre porque ela pode chegar a enrolar, já que não tem nenhum tipo de fechamento nas pernas, se tratando daquele modelo mais antigo, o famoso modelo corset. Esse tipo de cinta é capaz de modelar a cintura, região do estômago e seios, ideal para quem procura dar aquela valorizada no tronco e é bem fácil de conciliar seu uso com as idas ao banheiro, sendo indicada para o dia a dia.

  • Cinta Bermuda: Esse tipo de cinta é bem comum, podendo ser encontrada de variados tamanhos e ainda feitas de muitos tipos de tecidos, não necessariamente tecidos firmes e grossos como os demais modelos, podendo ser curtas ou até mesmo seguir até abaixo do joelho. Elas reduzem as medidas do bumbum deixando ele modelado, comprime as coxas e o abdômen, disfarçam gordurinhas e evitam o atrito entra as coxas, minimizando ainda o volume da barriga, ideal para quem deseja se ver livre dos pneuzinhos.

  • Cinta Calcinha: É um dos mais práticos modelos e ideal para ser utilizado no dia a dia, ótimo para quem procura algo discreto, que não marque demais nas roupas e ainda tenha um modelo confortável sempre a disposição. Elas trazem um cós mais alto, promovendo uma compressão no abdômen, disfarçando a medida nessa região e ajudando na valorização do bumbum. Para quem procura acentuar a curva da cintura e dar mais volume para o bumbum ela é ideal, pois também corrige a postura. São ideais para serem usadas sozinhas, mas podem ainda ser colocadas sobre a lingerie.

Benefícios

Os benefícios da utilização de uma Cinta Modeladora é ajudar a disfarçar o tamanho da cintura, a melhora na postura do indivíduo e recuperação em processos pós-cirúrgicos.

Quando ela é utilizada de forma correta, sem fazer a compressão dos órgãos corporais, podem deixar a aparência da cintura mais fina. No caso da melhora da postura, serve principalmente para a utilização de cintas abdominais pelo dia inteiro e todos os dias, fazendo com que o corpo não fique mais curvado.

Esse comportamento pode virar um hábito, tornando a postura mais uniforme e reta, mas não recomendado por muito tempo para não ter um vício de sempre precisar de usar cinta para ter uma postura correta. A cinta ainda trabalha em recuperações corporais, diminuindo o incômodo e desconforto causado após cirurgias, protegendo a área operada e trazendo mais firmeza a pele na região.

Funciona Mesmo?

Ela tem a sua utilização comprovada e traz benefícios reais para determinados casos e tem sido recomendada por vários médicos hoje em dia para casos pós-cirúrgicos de coluna ou órgãos abdominais e também de procedimentos estéticos que requerem cirurgias plásticas, como abdominoplastia e lipoaspiração, além de outros casos estéticos para evitar o acúmulo de gordura abdominal.

Em todos esses casos, o uso não é apenas indicado, e sim algo extremamente necessário, não podendo de forma alguma faltar no tratamento do pós-operatório. É importante ainda lembrar que a cinta não pode ficar muito apertada no corpo, pois ela pode aumentar a pressão arterial, prejudicar a respiração e acabar causando refluxo e um desconforto muito grande.

As contraindicações para o uso são para os casos de pacientes que sofram de pneumonia, com pressão alta, pessoas obesas ou ainda que sofram de obesidade mórbida e pessoas alérgicas ao material que a cinta é feita.

Lembre-se ainda que não deve haver exageros, para que ela funcione de verdade. É sugerido não utilizá-la por mais de 8 horas por dia, sendo que de 2 a 4 horas por dia já geram ótimos resultados. Já em casos de cirurgias deve ser tirada apenas para dormir ou conforme orientação médica.

Melhor Cinta Modeladora

Para escolher sua cinta, cuidado com o tamanho, pois ela só se adequa ao corpo a ponto de conferir os benefícios desejados se estiver bem encaixada, nem folgada demais, e nem amassando os órgãos. Os tamanhos certos são:

    • Pequena (P): Cinturas entre 60 a 68cm
    • Média (M): Cinturas entre 69 a 73cm
    • Grande (G): Cinturas entre 73 a 82cm
    • Extra Grande (XG): Cinturas entre 83 a 85cm
    • Super Extra Grande (XXG): Cinturas entre 86 a 90cm

Onde Comprar

Você pode comprar em lojas da sua cidade e também pela internet. Já existem vários sites que vendem estas cintas modeladoras.

Gostou? Compartilhe....

Sobre o autor | Website

Charles Silva é empresário, pesquisador de saúde, nutrição e biohacking. É o fundador do Emagrecer Para Sempre. Compartilha neste projeto as suas experiências práticas de como ter um corpo magro e saudável.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!